3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & MixBrasil

É um encontro anual de um grupo de pesquisadores, acadêmicosativistas, artistas, trabalhadores sexuais e pessoas que vivenciam questões relativas ao gênero e à sexualidade fora da caixa, aberta para todas as pessoas – curiosos, amigos, jornalistas, família, empresas, instituições. Aberta a todes!
A Conferência pretende possibilitar a integração das linguagens acadêmica, artística e popular, levando os conceitos básicos para formação de indivíduo em relação ao tema LGBTQIA+, de forma interseccional.
Por meio da Conferência tencionamos colocar em pauta questões relativas à população LGBTQIA+ tendo em vista estratégia de enfrentamento ao preconceito, discriminação e violência causada pela homo/lesbo/bi/transfobia.

LOCAL: CCSP (Centro Cultural de São Paulo)

DURAÇÃO:  15 a 26 de novembro de 2017
ENTRADA: Gratuita

JORNALISMO QUEER? – ESCREVENDO SOBRE O INOMINÁVEL E OS INVISÍVEIS

O jornalismo é conhecido como o quarto poder, é a partir de ele e por meio dele que a sociedade pauta o Estado, e o capital pauta a sociedade. É no terreno do jornalismo que as vozes que importam são eleitas para dizer do outro e de si. Como o jornalismo pode ser uma ferramenta de ação política e cultural em favor do alargamento da justiça social frente as mais diversas violências que a comunidade de lésbicas, gays, bissexuais, travestis, transexuais e transgêneros sofrem? E para além disso, como o jornalismo pode e deve ser uma ferramenta da promoção dos direitos humanos e civis das LGBTQ+?

As perguntas não são poucas, assim como as possibilidades de transformações também. A oficina JORNALISMO QUEER? – Escrevendo sobre o inominável e os invisíveis tem como ponto de parte dois eixos centrais: a reflexão e a ação. Duranta a 3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mixbrasil queremos não só fazer a crítica pela crítica ao que é feito hoje, mas atravessar a fronteira da ação e fazer do evento um grande laboratório para agir um possível Jornalismo Queer.

OFICINA VOGUE RUNWAY

COM TWIGGY PUCCI GARÇOM

GRATUITO – 25/11 –  das 14h às 18h 

Como a dança pode ser uma ferramenta para o debate sobre gênero, raça/etnia e classe? Esta é a pergunta disparadora da oficina dada por Twiggy Pucci Garcon que se propor a trabalhar a interseccionalidade na prática. Durante a oficina será apresentada a história do Vogue e técnicas de Vogue Runway, um estilo de dança que surgiu antes mesmos dos bailarinos da turnê “Blond Ambition Tour”, de Madonna, em 1990 fazem fama com seus passos cheios de personalidade.

A oficina acontecerá no dia 25/11, com duração de 4h, durante a 3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] e Mix Brasil no CCSP, candidates* deverão se inscrever pelo site da [DA CONFERÊNCIA SSEX BBOX] para participarem da oficina. Inscrições estarão abertas no dia primeiro de outubro de 2017. No dia 26/11 na festa de encerramento da Conferência Twiggy Pucci Garçon e participantes da oficina farão uma apresentação as 19h ao público.

=

PRÊMIO JOÃO NERY DE DIREITOS HUMANOS

A 3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] e Mix Brasil, que acontece entre os dias 15 e 26 de novembro, em São Paulo, criou o Prêmio João Nery de Direitos Humanos, com apoio do Livres e Iguais da ONU para homenagear o primeiro homem trans do Brasil.

João Nery tem um importante lugar na história por suas contribuições sociais e em direitos humanos principalmente para as pessoas travestis e transexuais no Brasil, principalmente para os homens trans.

=

DEBATE SOBRE O MITO DA MATERNIDADE

Durante a 3ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] e Mix Brasil sobre gênero e sexualidade, que ocorre em São Paulo entre os dias 15 e 26 de novembro, Júlia Rosemberg, Helen Ramos (do canal do Youtube Hell Mother), Ana Lima e Patricia Froes conversam sobre o mito da maternidade.

Educar os filhos pode parecer uma tarefa quase impossível, mas dentro das missões quase impossível há muito mito para ser desconstruído.

DEPOIMENTOS

“Acredito que o [SSEX BBOX] tem trazido perspectivas interessantes para pensarmos diálogos sobre diversidades corporais, de identidades de gênero e sexualidades. Através de muitas colaborações incríveis, e com presenças diversas e inclusive divergentes, foi inovador e instigante em vários sentidos. E nos fez+faz re+pensar criticamente as homogeneidades de determinados espaços e os obstáculos interseccionais que podem persistir. Espero muito que este espaço de discussão e afeto continue!”
Viviane Vergueiro

Mestra em Cultura e Sociedade pela UFBA e integrante do CuS, com interesses principais em questões de estudos decoloniais e queer.

DEPOIMENTOS

“A realização de encontros com a participação, protagonismo e visibilidade do trabalho acadêmico, político e artístico da população LGBTQIA+, incluindo a agenda dos direitos sexuais de crianças e adolescentes, é absolutamente urgente para sensibilizar a sociedade, gerar e disseminar conhecimentos e fortalecer a atuação das redes e movimentos que atuam no campo da sexualidade e do gênero. Assim, as políticas públicas saem fortalecidas na perspectiva de uma sociedade mais justa, equitativa e para todos.”
Silvio Manoug Kaloustian

Ex-coordenador do Escritório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para Infância) para os estados de São Paulo e Minas Gerais.

INVISTA NA TRANSFORMAÇÃO SOCIAL QUE VOCÊ QUER VER!

Estamos angariando recursos: CLIQUE AQUI

Neste momento político do Brasil, nesses tempos de intolerância, alguns caminhos possíveis são a informação e a união: precisamos nos unir e nos instruir para resistir e oferecer conhecimento contra o conservadorismo machista, sexista, racista, misógino e LGBTfóbico.

COLABORE COM NOSSO CROWDFUNDING, VAMOS CONTINUAR RESISTINDO E INSISTINDO!

Comunicação não-violenta
C.N.V.

O projeto [SSEX BBOX] aposta na potência da escuta empática e do exercício de formas de comunicação baseados na não violência, na conexão real e na possibilidade de encontro. Desde a 1ª Conferência Internacional [SSEX BBOX] & Mix Brasil adotamos a CNV como forma de falar e ouvir, criando espaços de diálogos honestos e potentes.

Nessa 3ª Conferência, colocamo-nos o desafio de repensar possíveis estratégias de enfrentamento à homofobia, transfobia, racismo, misoginia inseridas numa discussão mais ampla sobre Machismp, Justiça Social, Direitos Humanos, Justiça restaurativa, permeados pela CNV.

A CNV, criada pelo psicólogo americano Marshall Rosenberg, nos ajuda a desenvolver uma expressão mais autêntica e honesta, e ao mesmo tempo uma escuta mais empática e profunda, de maneira que conseguimos entender melhor os outros e sermos melhor compreendidos. Nos proporciona uma forma prática de lidar com conflitos, contribui para desfazer preconceitos e focar no que temos em comum uns com os outros, valorizando e celebrando as diferenças. Este foco na conexão humana tem efeitos diretos na nossa linguagem e na forma que construímos nossa realidade social conjunta. Assim, a Comunicação Não-Violenta é um processo de humanização radical e pode ser instrumento poderoso de transformação de conflitos e mudança social.

w

Depoimentos

Depoimentos da plateia e palestrantes da 1ª e 2ª CONFERÊNCIA INTERNACIONAL [SSEX BBOX] & MIXBRASIL.
m

Acervo

Veja o acervo do [SSEX BBOX] da  1ª e 2ª CONFERÊNCIA

INSCREVA-SE
Para receber informações

""
1
Nomeyour full name
Previous
Next
 

alguns
destaques da
programação
de 2017

TRANSFORMAÇÃO SOCIAL PARA O ENFRENTAMENTO DO MACHISMO
LGBTQIA+ COM DEFICIÊNCIA

PUBLICIDADE E A POPULAÇÃO
LGBTQIA+

POLÍTICA PARA E PELA
POPULAÇÃO TRANS

LINGUAGEM COMO FERRAMENTA
DE INCLUSÃO

DO GLS AO LGBTQIA+

INTERSEXO
.

CONVERSANDO COM CRIANÇAS SOBRE RACISMO E LGBT FOBIA

Apoio

Parceiros